Cadastro de setores de estoque


O que é o cadastro de setores de estoque?


No sistema Nomus é possível cadastrar vários setores de estoque para uma mesma empresa.


Os setores de estoque são subdivisões dos estoques da empresa que tem como objetivo facilitar a classificação e localização dos produtos no estoque. 


Por exemplo, suponha que o produto semi-acabado "Bobina plástica" tenha 300 kg de saldo de estoque disponível e 100 kg de saldo de estoque em processo.


Quando o estoque é subdivido por setores você consegue ver o saldo de estoque do produto na empresa estratificado por setores como abaixo:

  • Saldo de estoque disponível na empresa = 300 kg
    • Setor "Almoxarifado" = 70 kg
    • Setor "Produtos semi-acabados" = 150 kg
    • Setor "Expedição" = 80 kg
  • Saldo de estoque em processo na empresa = 100 kg
    • Setor "Estoque em processo" = 100 kg


Veja abaixo um exemplo de estratificação do saldo em estoque de um produto por setor de estoque no relatório de consulta de estoque:



Como cadastrar um setor de estoque?


Acesse a tela "Setores de estoque" e clique no botão "Criar setor de estoque".


Preencha todos os campos da tela seguindo orientações a seguir:

  • Código: Informe um código para o setor de estoque. Recomendamos utilizar o padrão "01.01", "01.02", "02.01", "02.02", etc, com os 2 primeiros dígitos representando o código da empresa.
  • Setor de estoque: Informe um nome interno que facilite sua identificação.
  • Empresa: Selecione a empresa que o setor de estoque está vinculado
  • Controle de poder de terceiros: A opção mais comum é "0) Materiais nossos em nosso poder". A opção "1) Materiais nossos em poder de terceiros" só deve ser utilizada quando a sua empresa controla materiais próprios em poder de terceiros, por exemplo, em uma operação remessa para produção em terceiros. A opção "2) Materiais de terceiros em nosso poder" só deve ser utilizada quando a sua empresa controla materiais de terceiros em seu poder, por exemplo, em uma operação de entrada de materiais para produção para terceiros.
  • Setor de estoque em processo: Marque para os setores de estoque em processo que normalmente são nomeados como "Estoque em processo" ou "Produção". 
  • Considera como saldo disponível: Como padrão esse campo deve ser marcado. Geralmente esse campo só fica desmarcado para os setores de estoque em processo.
  • Desconsiderar saldo em estoque deste setor para escrituração do Bloco K200: Como padrão esse campo não deve ser marcado. Geralmente esse campo só fica marcado para os setores de estoque em processo.
  • Ativo


Veja abaixo uma imagem da tela "Setores de estoque":



Quais setores de estoque devem ser cadastrados?


Para cada empresa recomendamos cadastrar os setores de estoque apresentados a seguir:


Almoxarifado

As matérias primas, embalagens, insumos e materiais de uso e consumo dão entrada no setor "Almoxarifado".


Caso sua empresa tenha mais de 1 almoxarifado, recomendamos criar 1 setor de estoque para cada almoxarifado, e nomear os setores de forma que facilite sua identificação como "Almoxarifado 01", "Almoxarifado 02", etc.


Estoque em processo

Os materiais requisitados para as ordens de produção são transferidos do setor "Almoxarifado" para o setor "Estoque em processo". 


O saldo em estoque do setor "Estoque em processo" não é considerado como saldo disponível pelo sistema. 


Quando o reporte da produção é registrado em uma ordem de produção, o sistema baixa os materiais requisitados do setor "Estoque em processo".


Produtos semi-acabados

Os produtos semi-acabados fabricados dão entrada no setor "Produtos semi-acabados".


Os produtos semi-acabados são requisitados para as ordens de produção para fabricar novos produtos semi-acabados ou acabados, e nessa requisição, são transferidos para o setor "Estoque em processo".


Subprodutos

Os subprodutos são produtos secundários gerados no processo produtivo e dão entrada no setor "Subprodutos".


Os subprodutos podem ser descartados, vendidos ou reutilizados no processo produtivo.


Expedição

Os produtos acabados fabricados dão entrada no setor "Expedição".


Os produtos comprados para serem revendidos também podem dar entrada diretamente no setor "Expedição". 


Todos os produtos no setor "Expedição" estão disponíveis para serem vendidos para o cliente.


Materiais nossos em poder de terceiros

Os materiais nossos remetidos para terceiros são transferidos do setor "Almoxarifado" para o setor "Estoque em poder de terceiros".


O processo de produção em terceiros é um exemplo típico dessa movimentação.


Retorno de terceiros

Os materiais nossos remetidos para terceiros e devolvidos de forma simbólica pelo terceiro dão entrada no setor "Retorno de terceiros".


Esse é um setor de estoque transitório pois logo após entrar nesse setor o material será requisitado para o setor de "Estoque em processo" e apropriado pela ordem de produção em terceiros.


Materiais de terceiros em nosso poder

As matérias primas, embalagens e insumos de terceiros enviados para nossa empresa dão entrada no setor "Materiais de terceiros em nosso poder".


O processo de produção para terceiros é um exemplo típico dessa movimentação.